Durch fortgesetztes Surfen auf dieser Website oder Anklicken des Kreuzes akzeptiert ihr das Speichern von Cookies zum Erstellen von Besucherstatistiken sowie zur Bereitstllung von Videos, "Gefällt-mir"-Schaltflächen, personalisierter Werbung und einem Chat. Mehr erfahren und Cookie-Einstellungen vornehmen X

FR EN DE ES IT PT

Para que o sonho seja sonhado, para que sua sede seja saciada mesmo quando a fonte secar, eu criei o poço dos Sonhos infinitos. Um poço no qual os mundos material e onírico se misturam, onde os sonhadores confrontam seus medos e esperanças. Uma fonte inesgotável de histórias, fábulas e lendas que serão cantadas ou sussurradas até o final dos tempos.

Draconiros

O que são os Sonhos Infinitos?

Trata-se de um calabouço sem fim cuja dificuldade é crescente e no qual a sequência das salas e a composição dos grupos de monstros são aleatórias.

Nele, há novas recompensas, e somente os aventureiros mais corajosos poderão obter as mais valiosas dentre elas.

A ideia de um calabouço infinito em DOFUS foi inspirada nos jogos do tipo "Roguelike".

Para não criar um jogo dentro do jogo, este calabouço se baseia nos conteúdos existentes e futuros, associando-os de maneira inabitual, no intuito de oferecer uma experiência constantemente nova.

Os personagens de nível 50 ou superior poderão enfrentar os terríveis inimigos que surgirem nos Sonhos Infinitos.

Consideramos que, abaixo desse nível, a variedade de inimigos disponíveis não é suficiente para proporcionar uma experiência de jogo interessante. Além disso, queremos que os jogadores que se aventurarem nos Sonhos Infinitos já tenham se deparado com diferentes mecânicas de combate. Assim, eles não somente serão mais capazes de derrotar seus adversários, como também aumentarão suas chances de progredir e chegar mais longe.

História sem fim

Os combates dos Sonhos Infinitos se dão em uma outra dimensão, em uma parte do Krosmoz que os eruditos costumam chamar de Plano Astral. Esse lugar estranho, feito de sonhos intangíveis, ideias luminosas e pensamentos sombrios, é governado por dragões. Um deles, o misterioso Draconiros, vela o sono dos dozeanos.

O Plano Astral é muito popular entre os magos e profetas, pois é assombrado por visões. Às vezes, algumas delas se realizam... Quando Draconiros percebeu os sinais que anunciavam um mundo devastado no qual os mortais não sonhavam mais, ele levou essa situação muito a sério. O sonho deve ser alimentado, senão enfraquece: suas cores empalidecem, seus detalhes desbotam, seus símbolos perdem o sentido.

Como prevenir essa catástrofe? Criando uma fonte de sonhos e desafios constantemente novos: o poço dos Sonhos Infinitos.
 

Progredir nos Sonhos Infinitos

Acessar o poço dos Sonhos Infinitos

Qualquer personagem de nível 50 ou superior pode acessar os Sonhos Infinitos, a qualquer momento e a partir de qualquer lugar, contanto que não esteja em combate. Cada personagem possui um calabouço que é só seu e para o qual ele pode convidar outros personagens. Porém, ele só pode entrar no calabouço de outro personagem se tiver sido convidado. Até quatro personagens podem se aventurar unindo suas forças para tentar chegar o mais longe possível no poço dos Sonhos Infinitos.

Nos Sonhos Infinitos, não é obrigatório progredir sempre com os mesmos membros do grupo: somente o proprietário é insubstituível. Isso significa que ele pode decidir continuar um calabouço em andamento com personagens diferentes ou então com menos personagens. Por exemplo, um antigo personagem pode ser substituído em vários combates e reinserido ulteriormente no grupo.

Os Sonhos Infinitos estão sujeitos a regras específicas:

  • O espólio dos monstros é substituído por pontos de sonho e reflexos oníricos.
  • Os sucessos de exploração, de monstros e de calabouços não podem ser realizados.
  • Certos objetivos de missão não podem ser validados.

Geografia do local

A organização das salas e os monstros que as povoam são definidos aleatoriamente a partir de uma lista baseada nos mapas e nos monstros presentes no resto do jogo.

Um grupo de monstros é constituído por quatro monstros, dentre os quais pelo menos um guardião de calabouço. Em certos casos, um segundo guardião pode fazer parte do grupo, aumentando assim consideravelmente a dificuldade do combate e, portanto, os ganhos correspondentes.

Um modificador de combate é atribuído ao grupo de monstros em função do guardião de calabouço presente. Há apenas um modificador, seja qual for a quantidade de guardiões de calabouço. Existem três modificadores de combate específicos para cada guardião de calabouço, e um deles é escolhido aleatoriamente no momento em que o grupo de monstros é constituído. Cada modificador influencia de forma mais ou menos significativa a dificuldade do combate e os ganhos decorrentes.

Os personagens vão avançando de sala em sala, alternando combate e exploração. Na sala de combate, os personagens enfrentam os monstros. Na sala de exploração, os personagens podem obter recompensas e bônus para facilitar sua progressão no calabouço, além de escolher a próxima sala de combate dentre as que lhes são sugeridas.

A dificuldade aumenta a cada sala de combate, pois os monstros que devem ser enfrentados têm sistematicamente um nível a mais do que os da sala anterior. Assim, cada monstro poderá evoluir para níveis superiores aos seus níveis normais. Isso significa que será possível cruzar com Pius e Papatudos de nível 200 ou superior.

Gerenciar seus pontos de sonho

Ao longo de sua progressão, o proprietário acumula pontos de sonho que podem ser usados em seu calabouço. A quantidade de pontos obtida em cada combate depende da dificuldade deste último, de seu nível, da pontuação de ídolos utilizada, bem como dos desafios já superados.


Esses pontos servem para comprar bônus destinados a facilitar a progressão nos Sonhos Infinitos. Em caso de derrota, uma parte desses pontos é perdida. E, se o proprietário não possuir mais pontos suficientes, não terá outra escolha a não ser reinicializar seu calabouço, perdendo os pontos de sonho restantes. No entanto, o proprietário tem a possibilidade de pagar um seguro com seus pontos de sonho, seguro este que lhe permite tentar novamente quantas vezes quiser um combate particularmente difícil até conseguir vencer, sem correr o risco de perder pontos de sonho a cada derrota.

A qualquer momento, um personagem pode sair de seu calabouço e voltar mais tarde. Ele também pode decidir reinicializar seu calabouço ou então ser obrigado a fazer isso em caso de derrota definitiva.

O sistema de erosão é diferente nos Sonhos Infinitos. Ao contrário dos combates clássicos, aqui a vida erodida é conservada entre os combates e dividida de maneira equitável entre todos os personagens do grupo no final de um combate. Portanto, os personagens sairão ganhando se sofrerem o mínimo de danos possível durante os combates, de modo a limitar a desvantagem de uma vitalidade máxima diminuída. Porém, em certos casos, os personagens têm a oportunidade de gastar pontos de sonho para anular a totalidade da erosão acumulada.

Como acessar as informações

As informações dos Sonhos Infinitos – como por exemplo os monstros presentes nas salas, os modificadores de combate, as recompensas acessíveis em caso de vitória, etc – estão disponíveis através de uma interface especialmente concebida para essa função. É a partir dessa interface que o proprietário do calabouço pode usar seus pontos de sonho e que os personagens podem trocar seus reflexos oníricos acumulados por recompensas. Os reflexos oníricos são obtidos da mesma maneira que os pontos de sonho, mas, ao contrário destes últimos, não dependem do grupo e não estão vinculados ao calabouço em andamento. Os reflexos oníricos são um recurso que pode ser trocado, destruído ou vendido como qualquer outro recurso do jogo.

Veja a seguir alguns exemplos de bônus que podem ser comprados com pontos de sonho:

  • Substituir um modificador de combate negativo por um positivo.
  • Substituir os monstros que apareceram por outros monstros aleatórios.
  • Obter um bônus de característica válido no calabouço inteiro.

Agir antes de sonhar

A progressão e as recompensas oferecidas nos Sonhos Infinitos estão estreitamente ligadas ao que os personagens já realizaram fora deles.

Os monstros que devem ser enfrentados são determinados aleatoriamente, mas o proprietário do calabouço só poderá iniciar um combate se já tiver derrotado o guardião em seu calabouço de origem. Assim, um personagem que só tiver derrotado uma baixa quantidade de guardiões de calabouço corre o risco de se ver rapidamente bloqueado nos Sonhos Infinitos. Se isso acontecer, não precisa se preocupar. Basta pausar o calabouço, ir acertar as contas com os guardiões, e depois você poderá retomar a sua progressão. Essa restrição diz respeito somente ao proprietário na hora de iniciar um combate: os personagens que o acompanham não têm nenhuma restrição para irem lutar junto com ele, quer tenham ou não derrotado antes o guardião de calabouço em questão.

A compra e a troca dos bônus e recompensas oferecidos também dependem de critérios de realizações.

  • Com relação aos bônus comprados com pontos de sonho, são os conteúdos feitos pelo proprietário que são levados em consideração. Por exemplo, ele precisa ter terminado o sucesso das missões de Animotopia para poder comprar a Bênção de Conchita.
  • Quanto às recompensas trocadas por reflexos oníricos, é o histórico individual dos personagens que é levado em consideração. Por exemplo: se, para conseguir determinada recompensa, for preciso que todos os sucessos ligados à ilha de Moon tenham sido realizados, João-Jogão poderá comprá-la porque conhece todos os segredos da ilha e já derrotou todos os monstros de lá, enquanto seu amigo XXX-Narutotó-XXX, que nunca pôs os pés fora de Astrub, verá a recompensa, mas não poderá comprá-la.
 

A missão do Dofus Ébano

Normalmente, as missões dos Dofus Primordiais se baseiam em certas mecânicas de jogo específicas. Caça ao tesouro na busca do Dofus Púrpura, captura de arquimonstros na do Dofus Ocre, utilização de ídolos na do Dofus Turquesa. A missão do Dofus Ébano não fará nenhuma exceção a esse princípio: ela será parcialmente baseada nos Sonhos Infinitos. Os guardiões dos sonhos e dos calabouços que se cuidem!

A obtenção do Ébano será dividida em uma série de dez missões , começando no nível 120 e terminando no nível 200. Ela não exigirá longos pré-requisitos: além da introdução que leva à feiticeira dos pântanos, será preciso validar uma parte das missões da Irmandade dos Esquecidos e ter acesso a certas zonas para progredir (Frigost 3, reino dos Martegelos, torres dos Nantamortos). Também serão necessárias certas competências em algumas profissões de colheita.

Não vamos revelar aqui a história da missão: preferimos deixar você descobri-la no jogo. Como dá para imaginar, um dos protagonistas será Grugalorasalar, o Fuliginoso. Por que um dragão preto aceitaria atribuir a você a guarda de seu Dofus? Talvez ele esteja cobiçando secretamente um tesouro maior... E se esse tesouro estiver com você, quem sabe o que pode acontecer?

Quanto ao poder do Dofus Ébano, muitas elucubrações circulam a respeito dessa questão. Daqui a algumas semanas, os efeitos dele serão revelados. Paciência, sua longa espera em breve chegará ao fim!

Do sonho à realidade

O fato de progredir nos Sonhos Infinitos dá acesso a novas recompensas, que podem ser conservadas fora dessa área. Um punhado dessas recompensas é oferecido em cada sala de exploração, e cada uma delas só pode ser trocada respeitando o limite de um exemplar por personagem e por sala. Atenção: somente os personagens que tiverem vencido o último combate podem ganhar recompensas. No entanto, se a mesma recompensa for oferecida mais tarde, será novamente possível obter um exemplar dela, mesmo que o personagem já a tenha conseguido em uma sala anterior.

O nível de profundidade determina a quais recompensas os personagens podem ter acesso. É por isso que, ao longo de sua progressão, eles podem notar que recompensas cada vez mais poderosas lhes são oferecidas.

Dentre as recompensas, há novas runas de forjamagia: as runas de transcendência e as runas de corrupção. Para utilizar uma dessas runas, é preciso que o equipamento não ultrapasse seus lançamentos máximos na hora de aplicá-la. Embora essas runas estejam sujeitas às restrições da forjamagia, elas têm um peso diferente e 100% de chances de passar. Porém, o fato de aplicar uma runa desse tipo impede qualquer forjamagia do item mais tarde.

  • As runas de transcendência aplicam um bônus semelhante aos da forjamagia. No entanto, este não será o caso de alguns bônus considerados muito significativos, como por exemplo PA e PM. 
  • As runas de corrupção aplicam um bônus e uma penalidade ao mesmo tempo.

As recompensas mais prestigiosas são sem dúvida os itens lendários. Esses novos equipamentos são fabricados a partir de um recurso que pode ser adquirido somente nos Sonhos Infinitos, trocando-se por reflexos oníricos. Somente os aventureiros que tiverem progredido o suficiente na missão dos Dofus podem obter esse recurso, e somente os artesãos que tiverem seguido o mesmo caminho são capazes de transformá-lo em equipamento.

Os itens lendários são equipamentos de nível 200 que ocupam os mesmos espaços que os equipamentos atuais. Eles se caracterizam da seguinte forma:

  • Valores de efeito mais altos.
  • Menos fileiras de efeito.
     
  • Uma ou várias fileiras de efeito negativo.
  • Um efeito provocado (sistema semelhante ao dos Dofus).

O fato de os itens lendários serem introduzidos permitirá ter maior diversidade na maneira de jogar e otimizar seu personagem. O objetivo é oferecer novas alternativas.

Através da introdução dos itens lendários, estamos oferecendo novas alternativas de equipamento. Isso vai enriquecer o jogo, permitindo ter maior diversidade na maneira de jogar e otimizar seu personagem.

Os seis Dofus.

A possibilidade de criar itens lendários e obter os recursos indispensáveis à fabricação dos mesmos será, portanto, uma das recompensas que poderão ser adquiridas pelos personagens que realizarem o impossível: reunir os Dofus Primordiais. Virar lenda para fabricar itens lendários parece algo meio óbvio.


Para vivenciar a experiência da reunificação, será preciso não somente possuir os seis ovos de dragão, como também ter terminado as diferentes séries de missões, inclusive a que está associada aos Dofus Elementares. Outras condições poderão se mostrar necessárias ao longo das missões. A aventura será destinada aos personagens de nível 200, com um pré-requisito mínimo de 190. Se o seu herói ainda não estiver em um nível excelente, está na hora de dar um gás nele!


É melhor já dizermos logo: o fato de reunir os seis Dofus não acrescentará nenhum bônus de poder adicional aos efeitos de cada Dofus. Isso prejudicaria o equilíbrio do jogo e tornaria os Dofus Primordiais indispensáveis à otimização de um personagem, em detrimento das outras possibilidades de equipamento. Nosso objetivo não é tornar invencíveis os que conseguirão terminar a missão dos Dofus: trata-se, em vez disso, de distingui-los dos outros aventureiros, oferecendo-lhes oportunidades que em seguida eles possam compartilhar, se desejarem. Queremos fazer com que eles sejam jogadores de destaque.


A história da reunificação trará consigo um monte de revelações. Certos personagens com os quais você já conviveu mostrarão uma faceta diferente... Você terá de fazer uma escolha e assumir totalmente a sua responsabilidade no futuro. Pois você já adivinhou: o fim da missão dos Dofus não significa o fim do jogo, muito pelo contrário! Será o início de um novo capítulo, que levará você por caminhos inesperados! É porque ter acesso a um poder que faz você se igualar a um deus pode acarretar sérias consequências...


Será que você está à altura das expectativas que os Poderes do Krosmoz alimentaram com relação ao seu destino? Encontro marcado em descendor, quer dizer, em dezembro, para saber!
 

Kategorie: Game design