FR EN DE ES IT PT
Procurar nos fóruns 
Rastreadores Ankama

A Historia do Dofus!

Por SoulM4 - ASSINANTE - 12 Maio 2012 - 07:16:36

Consegue ler tudo? KKK Duvido! :wacko:

História de Dofus

Prólogo:

Há vários séculos antes do nascimento de nosso mundo. Osamodas e seus três dragões tiveram uma idéia primordial de criar um mundo, um mundo de amor e paz, onde eles poderiam ter discípulos e seguidores. Enquanto isso os outros nove deuses reuniram, Cra, Feca, Enutrof, Xelor, Iop, Eniripsa, Sadida, Sram, Ecaflip e juntos criaram no meio do nosso universo, o Mundo dos Dez.
Os três dragões de Osamodas deram à luz três dragões brancos, três dragões negros e quatro dragões elementares, carregado de poder e magia, deu vida a este novo mundo. Graças à malícia de Sadida, Sram e Enutrof, os dragões deram origem à seis Dofus de poderes inimagináveis.

Capítulo I: O Início

No primeiro ano Rushu, o rei demônio, não tinha um fiel seguidor neste mundo novo, então a cargo de um desejo de vingança e conquista, ele queria impor um novo mês ao calendário de Xelor, até que o protetor será seu suserano, Djaul.
Nove anos depois, Xelor começou a construção de um relógio baseado no batimento cardíaco divino das seis Dofus e um protetor para cada mês do ano. Rushu, furioso por ter sido incapaz de mostrar sua fama neste novo mundo, agarrou o relógio divino e acrescentou um mês para seu demônio mais leal. Os Deuses acharam melhor conceder o pedido e decidiram acrescentar um décimo segundo mês para Djaul.

Assim, os meses foram registrados e os seus protetores também:
- Javian (Janeiro) será protegido por Solar, mantém a ordem do Iop.
- Flovor (Fevereiro) será protegido por Silvosse, herói humano, mestre de estacas.
- Martolo (Março) será protegido por Menault, guerreiro centauro da Ordem do Coração Vaillant Bonta.
- Aperirel (Abril) será protegido por Minotoro Silouate.
- Maisial (Maio) será protegido por Rosal, mestre de flores.
- Juinssidor (Junho) será protegido por Sumens, servir ao Deus Enutrof.
- Jouiller (Julho) será protegido por Dupe Hécate, Demônio menor.
- Fraouctor (Agosto) será protegido por Pouchecot.
- Septange (Setembro) será protegido por Raval, o terrível.
- Octolliard (Outubro) será protegido por Maimane.
- Novamaire (Novembro) será protegido por Brumaire, Senhor da Morte.
- Descendre (Dezembro) será protegido por Djaul.

Djaul tentou seduzir o dragão da água Aguabrial, ele se transformou em uma succubus (um tipo de demônio fêmea e sedutora) cujo o dragão se apaixonou loucamente. Com isso ele cria um novo dofus que traz um pouco mais de harmonia com este mundo, Dofus Turquesa. Aguabrial se viu pouco tempo depois está iludido por esse demônio e se encheu com uma profunda decepção. Tentou por todos os meios a sua vingança, com imensa raiva tomou conta do mundo e fez cair uma chuva torrencial. Djaul havia fugido no final da ira do dragão para sobreviver, mas infelizmente não teve tempo para recuperar a magia do ovo precioso.

Capítulo II: O início da guerra

No ano seguinte, Solar tomou seu lugar como protetor do mês Javian logo cedo, mas ao anoitecer, Djaul o atacou de surpresa com uma incrível violência, ele matou o discípulo de Iop que sucumbiu ao fiel seguidor de Rushu. Assim o mês de Descendre continuou até dia 31...

Nesse mesmo ano, um profeta apareceu em todas as regiões do Mundo dos Dez, ele proclamou para quem quisesse ouvir. A chegada de uma nova deusa adorada pelo seus seguidores, que se tornaram mais fortes em decorrência pelo sofrimento que sentiam.
Esta deusa estaria conquistando cada vez mais fiéis, ela era tão conhecida e amada. A Deusa Sacrier então subiu ao panteão do mundo e se tornou uma divindade entre os dez, assim ficou conhecido como Mundo dos Onze.

Em Novamaire, Aguabrial deu à luz um novo dragão chamado Bolgrot, um terrível dragão capaz de controlar o mesmo elemento como seu antepassado.
No ano seguinte, 12 Flovor, Jiva tornou-se a protetora do final do mês Javian para substituir Solar que fora terrivelmente assassinado por Djaul, a partir do 11 ano, para passar para o novo ano de Xelor . Em 15 de Flovor, o deus do espaço e do tempo, Xelor fundou o primeiro templo de deuses crianado "A Ordem do coração valente" para intensificar o poder dos templos sob a proteção de Menault. Leuk Lukryh treinando para se tornar um cavaleiro da nova ordem Bontariano torna-se "Hyrkul" por ser possuído pela alma de um dragão negro.

Sai no dia 12 do ano 24, a cidade de Brakmar foi erguida em uma noite só por Rushu, dedicada ao culto do demônio supremo do mal. Hyrkul recebe o dom da imortalidade oferecida por Rushu à sua entrada em Brakmar. Então, no ano 25, Djaul doou parte de seus poderes aos seus servos mais devotos. Hyrkul é consumido com grande poder oferecido pelo senhor demônio e rápido de usar para o escuro. Pouchecot, Jiva e Menault incitou seus seguidores a construir a cidade de Bonta para criar uma barreira contra a barbárie e abominação que os demônios brakmarianos estavam espalhando pelo mundo.

No final do ano 26, 12 Septange: Percebendo a posição estratégica de Bonta, Hyrkul lançou uma ofensiva terrível contra a cidade da luz. Os demônios são impetuosos, mas graças a intervenção de Raval eles foram empurrados para fora das muralhas da cidade de paz. Menault, chefe da ordem de coração valente, um dos guardas Bonta, perde a vida nas mãos da milícia brakmariana de Hyrkul. Hyrkul foi perseguido por Ulgrude até os Pântanos de Sidimote, sendo morto em seguida. Ele foi reduzido a uma forma sombria e espectral.
Esta batalha é conhecida como "Amanhecer Escarlate".

Capítulo III: Monstros e suas histórias

Em 68 dC, Silvosse pune toda a Família Boulgoure, essa família era imensa formada apenas por lenhadores, o corte de parte da floresta de Amakna. Para puni-los, ele transferiu suas almas nos troncos das árvores que cortam. Assim nasceu o estranho caso do Treechnids. Logo após, ele conheceu o Carvalho Mole, no qual tiveram uma ligação muito forte.

No final do primeiro século
O dragão negro Grougalorasalar foi seduzido por Crocabulia. Um filho nascido dessa união, eles chamam de Crocoburio. Este Crocodyls devorou todos os homens e todas as fêmeas. Por meio da força, o acasalamento com todas as fêmeas Crocodyls, Crocoburio deu à luz uma nova geração Crocodyl, mais forte e capaz de usar armas.

Crocoburio encontrou seu pai, que, impressionado com seu filho, lhe deu uma espada celestial lendária, a espada de Crocobur.

Crocoburio e seu exército, auxiliado por Grougalorasalar, invadiram o mundo dos Onze. Eles mataram, saquearam e reduziram as populações conquistadas a escravidão. Durante seu ataque à Bonta, o dragão branco Croulaklakoss decidiu juntar-se os defensores da Cidade Branca. Crocoburio morreu pelas flechas dos arqueiros que vinham de todos os lados da Cidade Branca.
Os dois dragões, Croukalaklakoss e Grougalorasalar travaram uma dura batalha e não obrigado, no final só Croukalaklakoss estava vivo, o dragão negro estava realmente morto. Fascinado pela força do dragão branco, os Crocodyls com medo se refugiaram nos pântanos.

Logo depois, um discípulo de Osamodas construiu um santuário subterrâneo, oculto sob a superfície da aldeia e tentaram criar um Dofus por meio de cruzamentos de dragões que tinham domesticado. Eles deram à luz aos Dragonetes, uma espécie de dragão feroz e terrível. O discípulo de Osamodas em circunstâncias ainda desconhecidas, deixou o santuário com os Dragonetes em hibernação profunda ...

Capítulo IV: Uma Nova História

Aquele era o ano de 128, a hora do grande retorno de Hyrkul. Derrotado por Ulgrude após uma longa caçada, todos acreditavam que estaria morto. Mas poucos sabiam que na verdade ele permaneceu como uma forma espectral. Ele decidiu ir encontrar Dardondakal sábio para obter-lhe o segredo do Dofus Ocre, e retornar para um corpo de carne. Com uma voz persuasiva ele conseguir obter sucesso com o dragão, reencarnando assim em um corpo tão jovem.

No ano 130, um dragão chamado Bolgrot descendente de Aguabrial chegou na província de Amakna eterna. O jovem Ryke Errel era o único com coragem suficiente para enfrentar a criatura. Em vez de reduzi-lo ao pó como era muito fácil, o dragão quando encontra o paladino sente uma forte amizade.
Meses se passaram. Um dia, Ryke conheceu Helsephine e se apaixonou loucamente. Ao apresentar a Helsephine a Bolgrot, Ryke não poderia imaginar o que aconteceria ...
O dragão, tomado por uma raiva insana matou em um só golpe a vida de Helsephine, após isso ele voou para longe e devastou tudo em seu caminho.
Ryke, começou sua caçada ao terrível dragão. Quando o encontrou, os dois ex-amigos se enfrentaram em uma batalha titânica, armas e magia Ryke conseguiu matar o dragão. Mas fatalmente ferido, o jovem herói morreu pouco tempo depois. Em busca de uma explicação sobre a violência repentina de Bolgrot, os sábios de Amakna descobriram nas entranhas do dragão, três ovos com cores estranhas. Um profeta disse que, quando seis desses ovos forem combinados, conferem um poder absoluto ao seu portador. Absoluto, mas também instáveis. Os sábios decidiram manter distância e no máximo sigilo dessas relíquias terríveis ...

Capítulo V: Brakmar no auge de seu poder

Neste ano triste de 132, Felizes por seus sucessos e dos seus seguidores, Djaul, graças a um subterfúgio brilhante tomou a aparência do Deus Xelor. Neste aspecto, ele conseguiu capturar e aprisionar Jiva, protetora do mês de Javian. Djaul conseguiu pela segunda vez, ultrapassar 31 dias do ano... não sem fim ...

Abandonando os pontos necessários para o bom desenrolar da sua própria história, Ulgrude correu em auxílio de Jiva no átrio do Senhor Demônio, Djaul...
Jiva estava irreconhecível, e se Djaul não tinha matado o privilégio de torturar!
Ulgrude trouxe para casa nas montanhas frias.
Enfurecido, Djaul estabeleceu o primeiro ataque a Flovor. A diferença entre poder de Ulgrude e Djaul era clara, mas a raiva tomou conta do herói, quando ele começou Djaul estava por baixo, despejando chuva nele com raios de seu poder que nunca se sentiu em nossas províncias. Com essa demonstração de poder, Djaul se viu a ser forçado a fugir, mas custou muito caro para Ulgrude.
Mergulhados em um estado de catatonia, ele foi tratado por Hecate, e perante o Deus Iop e Deus Xelor, enquanto aguarda julgamento.

Dois anos se passaram, Djaul, com a perda de poder e tensões cada fez mais fortes entre as duas cidades, Smisse, um dos personagens mais importantes da cidade Brakmar, sentia o fim chegando à sua cidade. Ele deixou para traz e no Cemitério de Amakna, utilizando alguns dos fiéis de Raval, fundou o "Covil dos Ladinos". Eles permaneceram em silêncio por um longo período, por medo de represália do Rei demônio Rushu.

Mas, no ano 135, Hyrkul e suas tropas às pressas levaram de assalto a cidade de Bonta. O guerreiro negro sabia que não iria apoiar Djaul, enfraquecido pela sua última luta. Mas nem Jiva e nem Ulgrude foram capaz de proteger a cidade da luz. Hyrkul viu um sinal em seu destino. Ele esperava para tomar a cidade, mas quando ele não suspeitava Raval trava um massacre e destruição que durou vários anos.

Parecia que Brakmar finalmente tinha conseguido a vitória apesar de ter tido muitas perdas. No entanto, nesta guerra não restava nada. As duas cidades não eram mais que ruínas. Hyrkul, dominado pela alma do Dragão Negro, arquiteta um plano para se conectar a Goultard, o IOP que se mostrava o mais forte dos guerreiros.
Ao fim, Maimane tinha atenuar violência, ódio e sentimentos de vingança, que agitaram as mentes. Também amenizar emoções, como alegria e amor ... guerras subterrâneas e mortes chegaram ao fim... Maimane estava chateado e triste por todas as crianças inocentes que morreram na queda das cidades. Para equilibrá-lo, ele decidiu criar "bloqueios" em um bosque de planícies, o único lugar na natureza, uma espécie de oásis.

Ele decidiu que era um oásis para as crianças infelizes. Ele ainda protege o local com um estabilizador de totem, que encarna uma figura da mãe ...

Capítulo VI: O Quadraforce (Esse nome está correto, alguém sabe?)

No ano 467, Kaiser terminou a primeira dinastia dos Dragões Porcos apreendeu um fragmento de Quadraforce o último representante da espécie mantidos. O poder do fragmento Kaiser ficou louco, ele devastou a aldeia e ali Bounkaïda abandonou o fragmento.

No ano seguinte, os moradores começaram a reconstruir a aldeia Bounkaïda e enterrar em segredo, o fragmento de Quadraforce.

Cinco anos depois, Outar, um grande líder Bwork fez pilhagem em Bounkaïda, em vingança, os sobreviventes recorreram do fragmento e enlouqueceu. Eles se tornaram os Falistos, abandonando sua vingança recuaram subterrâneo, preservação da sua parte ...

Os Falistos existiam antes de Kaiser destruir Bounkaïda, já que os Xelor os usava para mineração, fabricação e modificação de equipamentos, como faziam os Gnomos da mitologia ausente do dofus, representado como Goblins em regiões da europa. Eles estão presentes em momentos diversos do jogo ainda. No entanto, as lacunas ainda permanecem, já que há momentos que conduzem "Bounkaida" como o atual território dos porquinhos, uma vez que estaria localizado na Montanha dos Cracklers, onde se localizava o calabouço Dragão Porco, anos depois de Otomai já ter introduzido a Segunda Dinastia. Então, ainda que seja hipótese, é mais conveniente alegar que os Falistos sejam os habitantes expulsos pelos Bworks da antiga vila goblin, atual Vila Bwork. (Trecho adicional por RaoniJulian, da Guilda Black Power)

Dois anos se passaram, Otomai reintroduziu os Dragões Porcos em Amakna foi a segunda dinastia de Dragões Porcos.

Capítulo VII: Amakna aldeia perdida

No ano 493, Após saque ao templo, os Dragontes estavam sendo mantidos em estado de hibernação profunda, conseguiram forçar os portões para subir à superfície. Dragonetes foram libertados. Uma vez na superfície, devastaram a aldeia Amakna, as pessoas impotentes não tinha outra escolha senão fugir de suas casas deixando tudo para trás.

Um ano se passou, Allister nasceu e, três anos depois, seu irmão Fallanster nasceu durante uma tempestade que varreu os céus do Mundo dos Onze.

O pacto entre os demônios e os deuses foi quebrado pelo cujo o "Nome não se pronuncia" invade Amakna cobiçado pelos Dofus que os sábios haviam escondido. O terror e a desolação reinava agora em Amakna, que haviam caído nas mãos do "Nome não se pronuncia" e seus asseclas demoníacos. Espírito de crueldade e injustiça, ele decidiu reduzir a população em escravidão.

Após 7 anos de tirania, um pequeno grupo de Cras, de Ecaflip, de Iops e liderado pelo jovem Feca Allister conseguiram enganar o demônio. Isto é, historicamente, a primeira guilda no mundo foi conhecida como a "Guilda de Allister." O demônio "Nome não se pronuncia" foi trancado na prisão de Amakna.

Em 24 do mesmo ano: Allister é celebrado como salvador de Amakna. Allister foi nomeado rei das províncias de Amakna. Amakna torna-se uma terra onde a paz, harmonia em abundância.

Capítulo VIII: Nascimentos

No ano 577, foi o ano do nascimento de Amayiro, que se tornou o líder da milícia de Bonta.

Seguido do nascimento de Oto Mustam no ano 579, o futuro líder da milícia Brakmar portanto, o seu futuro rival.

No ano 581, Amakna comemorou o nascimento de Hogmeiser.

Seguido do nascimento à Farle Ingalsse.

Como o nascimento de Shika (que se tornou a esposa de Farle Ingalsse).

Então no ano 597, Danathor nasceu, ele se tornou mais tarde o anfitrião de Bonta.

Capítulo IX: O Mundo Sobrevive

Hogmeiser descobriu que três dos quatro fragmentos do triunfante Quadraforce em um Dragão Porco da segunda dinastia.

Bonta e Brakmar foram reconstruídas pelos homens. As cidades foram cada um dirigido por um conselho de homens influentes e sênior.

No início do século sétimo, Otomai, o famoso alquimista, descobriu a existência de uma ilha deserta. Ele guarda o segredo de sua posição e começou a construção de um laboratório no topo das árvores mais altas, o Hakam ABRE.

Então no ano 614, Fallanster tornou governador da cidade de mercenários Astrub.
Wa Wabbit e seu povo, vivendo em túneis sob o que restava quando a floresta de Amakna, comecei a ficar seriamente preocupado com esses cortes de madeira permanente e intensivo e começa a considerar uma mudança.

Capítulo X: A nova fonte de problema

No dia 1 de Septange de 634, um maldito dia, entre outros, os guardiães do segredo, dos sábios de Amakna, percebeu o desaparecimento do Dofus. Esta notícia se espalhou rapidamente. Muitos aventureiros começaram a aparecer atraídos pela glória ou pilhagem. O destino agora era incerto em Amakna... Surgiu aparecimento de numerosas criaturas tão aterrorizantes quanto desconhecida pra aumentar a confusão. Os boatos e intrigas que floresceram nas planícies de Cania.

Em 11 de Octolliard: O mundo de Dofus também aumenta o desejo dos Deuses: o tributário mais fiel, os deuses se tornam mais poderosos. Foi dito que os deuses agora regularmente revelar novas terras para os povos do mundo.

Em 15 de Descendre: O surgimento de novas terras é por vezes brechas tectônicas dor, falhas, montanhas, vulcões, planícies, ilhas emergem ... Todas essas mudanças são os elementos de cabeça para baixo.
Assim: todos os seres vivos se tornam sensíveis aos quatro elementos primordiais.
Os deuses revelaram uma nova terra: Tainéla.
O aumento de potência dos deuses ao mesmo tempo, como o de padres. A celebração do casamento foi colocado sob a sua autoridade.
A expansão das operações de mineração, uma Enutrof chamado Terra Cogite descobriu vários totens estranho, inclusive aqueles que estavam contidos raiva, medo e orgulho, etc.

O Wabbit fugiram do continente após a devastação cometida pela família Boulgoure, que dizimaram uma parte da floresta de Amakna. Atravessaram o túnel escavado sob a terra, eles chegaram primeiro na Ilha da Lua e depois para a Ilha de Lenalds.

Capítulo XI: Um Mundo em Mudança

Em 7 de Flovor 635: O mundo ainda é jovem e frágil: um choque no espaço e no tempo do universo tremer em suas bases ... Mas, infelizmente, as runas de transporte foram destruídas, mas logo substituída pela zaaps feita exploração das terras mais difícil e oneroso.
Allister permaneceu preso em seu castelo por anos, cercada por dançarinos e alimentos, não se importando muito pouco a população Amakna. Ao ouvir os bardos realizar um ajuste em sua atitude zombeteira, ele tomou uma medida excepcional: na memória de seus feitos passados, os aventureiros podem agora fundarem Guildas, como nos dias da Guilda dos Allister.

Aperirel 19: Os novos aventureiros foram convertidos em massa e classe honrada, seu Deus, com fervor e devoção nunca antes visto. O número dos crentes estava crescendo e os poderes divinos. No entanto, o saldo foi muito frágil! Equidade entre os deuses, simbolizados por medida doze distritos do relógio de Xelor, estava ameaçada. De fato, o afluxo de seguidores espalharam a concupiscência de Rushu. Esse demônio principal seria a conversão de almas, também, possuir criaturas à sua imagem e converter os fiéis ...

Lado Brakmar: Apoiantes viu isso como uma maneira de se reconectar com suas raízes. Três ordens se formam pela cidade. Eles tinham tido eleitos pelos seus seguidores. Domen era o chefe do partido Brumário, nós não sabíamos os nomes dos outros dois. Mustam Oto foi o representante mais visível do partido Djaul.

Lado Bonta: Fãs estão se organizando para repovoar a cidade, recuperar as suas defesas e estabelecer uma hierarquia de liderança política. Milícia de Bonta foi criada e dirigida por Amayiro, esgrima mestre e membro do conselho geral. Essa milícia foi para defender a cidade dos invasores Brakmariano, mas também para lidar com a sua segurança interna. Maimane decidido que o Village Imp não seria neutra, mas deve Brakmariano Bontarians ou de equilíbrio. Este foi o início da execução do Transportador Imp ...

Maisial 3: Os medos dos deuses foram fundadas. A sombra paira sobre Rushu de Brakmar. As ações militares são mais numerosos do que nunca. Bonta por sua vez, multiplica as acções para contrariar os seus rivais para sempre.

Joullier 12: Construção da Feira Trool nas planícies de Cania.

Lethaline Sigisbul, excelente treinador nativa Amakna do Sul, é procurado de Astrub ... mesmo quando ela oficiada na cidade como um professor na escola de magia ... É um truque estranho de sua parte! Quem sabe o que ela prepara ... Um rumor diz que foi capturado pelos Chafers em Sidimote.
Pandala Ilha é revelada aos aventureiros. A deusa Pandawa acessa o Panteão, a abertura da Ilha Pandala aos forasteiros.

Capítulo XII: O Mundo dos Doze

No ano 636, os deuses revelam uma ilha nova, cheia de aventura ao mundo, ilha Pandala.
Pandawa tomou a decisão de terminar suas vidas na auto-suficiência e construir uma ponte ligando o continente e a deusa Pandala Pandawa, agora tem acesso ao Panteão Divino.

Em 21 de Aperirel 636:
Um Osamodas, mercenário de Astrub, foi recrutado para liberar "Nome não pode ser pronunciado". Léthaline Sigisbul, se coloca a disposição com seu talento ao serviço dos demônios. Este canalha Vil Smisse quando ele foi escolhido para Rogue para ajudá-lo e enviadas via Minotoro preparado por Sigisbul Amakna para a prisão.
O presídio foi invadido e "Nome não pode ser pronunciado" foi liberado e escoltado até a Grande Torre de Brakmar.

Infelizmente fenômenos foram se intensificando na escuridão da ilha, criaturas criadas por Otomai se tornaram incontroláveis e no qual foi forçado a revelar ao mundo sua ilha repleta de aventura pela ajuda de aventureiros de Amakna.

Como todos devem saber, quando estamos jogando Dofus nos deparamos com alguns livros no jogo. Esses mesmos livros porém não possuem tradução para nosso idioma. O que dificulta em muito a compreensão da dimensão da história envolvida no nosso mundo de aventuras. Por esse motivo, estamos colocando alguns dos livros traduzidos:
(Queria agradecer primeiramente aos amigos Raoni da Guilda Black Power e Garras da Lua pela contribuição. ^^)

O Hino do Mundo: Fragmento I

Tradução: Garras da Lua

'Não há nada aqui'. Por eras e eras, essa era a unica coisa que podia ser ouvida a respeito do pedaço do universo mencionado neste livro. Mas voce pode sentir isso também, venerável leitor? Isso com certeza, ou voce não estaria lendo essas linhas... Oh! Leitor incansável, voce pode adivinhar isso, até mesmo saber disso: a História começou!

Um novo mundo está a ponto de florescer diante de seus olhos! Mas seja cuidadoso: é de um nascimento muito especial que estamos falando! Aqueles que estão esperando uma história sentimental, do tipo que contamos para crianças boazinhas quando vão dormir, podem muito bem fechar este livro agora. Não haverá nenhuma Fada Madrinha, sem fogos de artifício, nenhum arqueiro bem dotado em uma calça colante apertada, e certamente nenhum paladino valoroso viciado em testosterona - ooops, eu me deixei divagar de novo... As paginas seguintes descrevem a gênese de um mundo que logo será mergulhado nas trevas absolutas. Rasgado em pedaços por guerras sangrentas. Atirado as feras! Aos brutos! Aos bárbaros! Esta é a história de um mundo que costumava conseguir sua magnificência de meia dúzia de ovos: os mesmos ovos que mergulharam o mundo no caos.

Mas deixe que eu me apresente, sublime Leitor: eu sou Acidrik Gutsplitter, Bacharel da adivinhação e dos augúrios. Para esclarecer: eu posso interpretar o passado e o futuro observando as entranhas de quaisquer seres vivos que se movam na superfície deste mundo. Eu posso seguir os prenuncios na espuma do energético ( desde que ele venha de Amakna), assim como ler lombo de porco se ele tiver uma qualidade de três estrelas. Nas paginas a seguir, voce encontrará tudo sobre a criação deste mundo. Voce conversará casualmente com os deuses e deusas, voce vagará por campos de batalha... e muito mais! Querido leitor, voce logo compreendera que o mundo descrito nessas linhas é tudo, menos monótono.

Prólogo

Para começar a nossa história, voce deve saber que um unico deus não poderia ter criado o mundo sozinho. Entretanto, o mundo de que estamos falando deve muito a Osamodas, um deus taciturno que prefere a companhia de animais a dos outros deuses.
Alguns dizem até mesmo que ele se especializou na invocação de animais para ter alguma companhia... o que vem bem a calhar para seus seguidores. Os discípulos de Osamodas podem invocar os mais belos representantes da vida selvagem de Amakna: do Tofu - uma criaturinha emplumada semelhante a um cisne, ao gobball - um herbívoro gracioso com um casaco de lã branca, para não mencionar o prespic - uma criatura fofa cujos espinhos podem fazer o homem mais durão chorar.

Durante uma das suas caminhadas solitárias, o deus Osamodas se deparou com uma placa estranha. Desta descoberta e graças aos deuses dragões, um novo mundo nasceu.

'Não há nada aqui'. Escrito em letras flamejantes em uma placa de platina, essas palavras piscavam uma após a outra. Elas pareciam estar voando no meio do nada. Lançada no meio do vazio sideral, como muitas outras, uma estrela fria girava ao redor da placa. Ler a placa era a unica coisa que podia ser feita ali - a menos que você fosse um deus e seu nome fosse Osamodas.

Osamodas deu uma pausa na longa caminhada que ele se impôs e lançou um olhar ao redor do vácuo sideral onde ele agora se encontrava. Ele era muito diferente de todos os outros que ele conhecia. Você não dá de cara com um vácuo tão puro e ilimitado quanto aquele todo dia... nem em seu circulo, nem na cabeça vazia do Iop - Osamodas riu de sua própria piadinha. A seus olhos, o deus Iop era o ser vivo mais poderoso, impetuoso e durão do universo.

Também era um fato bem conhecido e estabelecido que Iop - que brincava com corações ainda palpitantes no café da manhã, e que podia rachar a espinha de um dragão com tanta facilidade como partiria um graveto - podia fazer os dentes afiados de Osamodas ranger... É verdade que Iop tem um tipo de humor bem pessoal. A alguns milênio antes, eles se separaram por essas palavras:

'Diga-me Osamodas... É verdade que seu corpo divino está pelado por baixo desses farrapos?'.

Na verdade, Osamodas e seus discípulos se vestiam com peças genuínas de roupas feitas da pele de seus inimigos.. não havia nada de engraçado nisso, pelo menos não aos olhos do deus. Enquanto lembrava disso, ele suspirou pesadamente.

Então, era um vácuo sideral de primeira classe, um que você encontra apenas uma vez em uma existência cósmica, que estava se espalhando diante dos olhos de Osamodas. O vácuo. Uma placa. Uma estrela girando ao redor da placa, em um recanto do Universo que ele nem tinha idéia que existia.

Nenhuma surpresa: ele havia andado um longo período para esquecer sobre o humor do deus Iop. Como sempre, ele saiu sozinho, rodeado por seus três dragões. Mas dessa vez, ele podia sentir uma alegria incomum ao redor dele e de suas feras.. Ele achou que isso era um sinal de eventos inesquecíveis prestes a acontecer. E ele estava certo!

Helioboros, seu dragão branco, e Ouronigride, seu dragão negro, eram ambos muito tempestuosos. Eles estavam correndo um atrás do outro. Poderia ser uma visão bem aterrorizante para aqueles que não estavam acostumados a ela. Spiritia, um dragão multicolorido, permanecia em seu ombro, assobiando através de suas mandíbulas espessas um tom familiar entre outros dragões multicoloridos. Se os arredores não fossem tão sombrios e escuros, e tão desfavorável para uma brincadeira de esconde esconde, a visão de Osamodas e suas criaturas pareceria divertida.

Contemplativo, Osamodas se inclinou na direção da placa e inspecionou cuidadosamente as letras cor de chama. Ele estava esperando por relances do futuro que ele acabara de ver se cristalizarem no presente. A pedra redonda girou ao redor dele.

Repentinamente, Ouronigride o negro fechou suas mandíbulas com força e um relâmpago escuro se espalhou pelo espaço. A crista brilhante que adornava o rabo de Helioboros quase não conseguiu se esquivar de seus dentes... e ainda assim fiapos de branco imaculado ficaram estalando na boca do dragão negro. Ele sorriu. Seu unico olho, com uma nesga de maldade, repentinamente se abriu: Helioboros, furioso, estava disparando contra Ouronigride para esporear seu flanco esquerdo! Para tentar esquivar do ataque, ele meio que deu uma cambalhota - surpreendendo a si mesmo já que fez uma pirueta grotesca que o salvou - e então rodopiou rosnando. O relâmpago imaculado que brotou do nariz de Helioboros aqueceu as costelas de Ouronigride... Tinha sido por pouco! Enquanto o dragão branco se preparava para atacar Ouronigride novamente, o ultimo fugiu na direção de Osamodas.

O dragão negro começou a rodar ao redor da pedra aos pés de seu mestre, seguido de perto por Helioboros. Os dois dragões estavam agora formando círculos mais fechados, contraindo seus corpos, o espaço e o tempo. O primeiro tentava alcançar o segundo. Eles estavam em uma velocidade de tirar o fôlego. A pedra estava ficando vermelha e um assobio abafado se erguia dela...

Naquele exato momento, Osamodas deu um cutucão em Spiritia e o dragão multicolorido entendeu imediatamente. Ele se lançou sobre a pedra e se enroscou ao redor dela para a proteger. Uma deflagração de sombra e luz se espalhou pelo Universo.

Osamodas ergueu uma sobrancelha. Um novo mundo havia nascido. Ele podia ouvir os outros deuses se apressando para ve-lo... a paz terminara... ele suspirou pesadamente mais uma vez.

The Choice of Gods (A Escolha dos Deuses) - Fragmentos Econtrados: Parte II
por Acidrik Fenlapanse

"Dez deuses são reunidos em torno de Osamodas. Dez deuses de renome, que ouviram o hino do novo mundo. A tradição é que cada um dos dez deuses devem dar um presente para o mundo. "
Você deve ter visto os dois dragões Ouronigride e Helioboros estão entronizados em cada extremidade do mundo como pilares brilhando, um negro e outro branco!
Você deve ter visto as ondas azul voando suavemente em torno deste novo mundo e Spiritia apertando delicadamente entre seus anéis!
Você teria visto ... Se você fosse um Deus ... E um Deus que pode se aproximar é Osamodas. Na verdade, sua aura é tão poderosa que pode afastar todas as entidades fracas para protegê-lo de intrusos. "Todos esses deuses menores que estão sonhando em subir a escada panteão ...
merecem ser lentamente despedaçado por uma bica de Tofu! '. Esta última observação que o Deus que proclamou para quem quisesse ouvir, era tudo que precisava para manter os intrusos potenciais longe ...
Até agora, nove deuses foram capazes de abordar Osamodas e seus dragões. Neste exato momento, quatro estão em torno dele: Sram, com capuz com cachos grossos do seu manto escuro, cujo os únicos dentes são o que brilham como crescentes pálida da lua; Sadida, congelado em uma postura sacrificial, pedaços de apego à luz a sua máscara pintada; Enutrof , brilhando dragão dourado que parece não parar de queimar e derreter. E, finalmente, Xelor que martelou bastante alguns crânios, e que soou o sino para muitos deuses, e que será tudo a mesma coisa no futuro.
De repente, houve um tipo de som gobbling - semi-orgânico, semi-metálico ... 'Que barulho é esse? Poderia ser o balanço do relógio de Xelor de novo? ' Iop diz que ele chega.
Com seus músculos salientes, Xelor deu um olhar de reprovação.
"Olha sua armadura oxidada, guerreiro glorioso!" Xelor diz com o desapego, 'O metal de sua armadura pode ser esticado, a menos que um de seus músculos! acrescenta.
"Xelor, Iop, Eucaflip continua ... para evitar que a conversa cresça mais amarga. O Deus do gato que reina sobre a fortuna e de acidente, tira uma moeda do bolso, sorrindo, seu bigode.
'Você deveria ter perguntado o seu endereço de crentes que mais refinado orações! " Eniripsa exclamou, Deusa dos cuidados e remédios. E a deusa Feca, a protetora, para acrescentar: "Você deve sobretudo dizer-lhes que 'eu te imploro para esmagar essa cabeça Crackrock, por favor, Deus Iop' ou 'eu te imploro para mumificar-me, por favor, Deus Xelor, não são o que orações chamada inspirado por uma fé genuína! ".
"Basta os meus amigos!" a Deusa dos arqueiros disse, o CRA belas e temíveis.
Este mundo acaba de chegar à vida. Ele merece toda nossa atenção ... ou pelo menos, tanta atenção quanto a deles. " Na verdade, Osamodas, Sram, Sadida, Enutrof e Xelor, estavam inclinados sobre este mundo, olhando libidinosamente para ele.
'Será que este mundo tem consciência? " Eniripsa pergunta.
'A consciência recém-nascido, que acabou de ser criado ... " Osamodas respondeu ', eu estava esperando ... para todos nós a ser recolhidas. Nós não vamos estragar até um presente! ".
Eniripsa não esperava tal uma réplica. Esta situação foi muito estranha ... Desde quando é que os deuses da Magia Negra criar mundos? Eles eram geralmente melhor em destruí-los!
Ela olhou atentamente Osamodas, ladeado por Sram e Xelor. Pelo que ela pode dizer, Sram está sorrindo para ela, todos os dentes para fora.
Quanto à Xelor, é estações ação dentro do embrulho! Ele pode tentar tão duro quanto ele quer esconder que ele é uma múmia, ele se torna poeira cada vez que ele se move. Pior: ele está colocando algumas em todo lugar! Uma verdadeira praga pulverulenta, cheio de fungo que pode lhe dar alergias para uma vida ... (Pelo menos é o que pensa Eniripsa).
Osamodas permanece em silêncio. Ele está pensando: quer criar várias espécies aladas, patas ou de penas ... vê-los aniquilado alguns milhares de anos mais tarde por um desastre ... Tudo isso devido a um erro de descuido do the (god-who's-cleaning-his-teeth-with-his-dagger-during-the-gods'gift), Pelo o que entendi, o Deus IOP tentou limpar seus dentes com sua espada e com isso causou um terrível desastre! Eu não vou tomá-lo a fazer! Eu não vou deixar isso acontecer novamente! De jeito nenhum! Desta vez, será tudo sobre Ordem e Método '!' criar várias espécies, quer com asas, patas ou de penas ... vê-los aniquilado alguns milhares de anos mais tarde por um desastre ... Eu não vou tomá-lo! Eu não vou deixar isso acontecer novamente! De jeito nenhum! Desta vez, será tudo sobre Ordem e Método '!'
"Deus Iop! Sua atitude descuidada nos custou um pouco justo no passado ... A última vez que nós criamos um mundo, você o abandonou, deixando-a à mercê do Universo. E um meteorito caiu sobre ele. Arrasado! Aniquilado! Você ainda acha das almas? Você sabe o quanto eu me importo com as almas, não é Deus Iop? '.
Iop levanta uma sobrancelha. O que há com o velho Osamodas? Considerando o seu humor, ele não deve fazer um barulho ... mas mesmo assim! A coisa meteorito, da última vez, não era realmente culpa dele. Além disso, ele estava do outro lado do universo, em um mundo pequenino. É verdade que ele também deixou uma série de criaturas por lá - eram reptilianos mais ou menos, eles não têm a estrutura de um diabo! Além disso, a partir do que ele sabia, esse mundo era muito melhor sem eles. A verdade é que Osamodas é ciumento. Mas inveja do que? Iop foi perguntando para as idades. Ele está batendo os dedos na bainha da espada de um modo fleumático, sinal de que ele é realmente um pouco irritado.
Você poderia ter ouvido um silêncio constrangido, caindo sobre os deuses! Enutrof estava lançando pequenos círculos de fogo e Sadida a certeza que havia tanto espaço quanto possível entre o seu forro de folha e ele mesmo. Sram, ainda estava sorrindo (bem, mostrando os dentes). Xelor tentou abafar um ajuste emergentes, tosse enquanto Eniripsa não desistiu sua vigilância. Ela não vai deixar o miasma do Deus múmia atingir suas narinas.
A Deusa Feca estava brilhando seu escudo ao ritmo do som feita pela Deusa Cra com a corda de seu arco. Feca chegou por último, todos desgrenhados. Ecaflip tenho imperceptivelmente mais perto de Iop e estava rolando uma moeda entre os dedos. Então, a partir daqui, ele podia partir para Osamodas e Iop, se necessário.
"Aqui vou eu! Eu estou pronto ... O que estamos esperando para fazer esse círculo? " a Deusa Feca diz. Com um sorriso nos lábios, admirando seu escudo, ela não tinha nada que ouvir
havia sido dito até então.
"Vamos chegar mais perto e pode ser o círculo! a Deusa Cra diz, aproveita esta oportunidade para descontrair o ambiente ... E, no círculo dos deuses foi formado.
«Em nossa presença, nossa respiração e nossa voz, dar a este mundo de fogo, terra, ar e água. Cada criatura viva terá de respeitar as leis destes quatro elementos. Nós vamos decidir sobre os pontos fortes e fracos de cada um deles ... "
Que os que servem de magia negra vão do lado de Ouronigride o preto!
Que os que servem a Magia Branca ir ao lado da Helioboros o branco!
Que o Serpientia Shimmering unir nossos desejos em um único! "
Eniripsa se aproximou e disse:
- Meus discípulos Eniripsa serão seres inteligentes e que a chama do fogo branco vai queimar em seu espírito. montanhas de Maio de levantar da crosta terrestre e que eles possam banhadas em luz e calor. Eniripsas vai viver lá, e vai colher flores, plantas e pedras que vai precisar para fazer a fervura e cozimento de seus cuidados ...
- Inteligência!? Que os discípulos de Xelor tê-lo em cima de sua mente afiada! Que eles possam atiçar o fogo negro e o fogo negro atraí-los em troca ... Eu lhes dou áridos desertos. Eles se deleitam com a seca e vai jogar com o tempo.
- Eu quero que meus discípulos feca sejam tão inteligentes quanto os anteriores! Eles serão os protetores do fogo branco. O fogo branco será seu guia e animais irão confiar neles. Planícies ensolaradas de Maio há de ser criado e dado a eles!
- Para os dois discípulos de fogo branco, dois discípulos fogo negro! Discípulos de Osamodas, vocês irão ser igual a mim! Vocês serão assustadoramente inteligente e sua resistência será surpreendente! Vocês irão viver perto de vulcões e dentro de minas de enxofre! Vocês serão respeitados pelos dragões e criaturas precipitam sobre a sua chamada!
Iop uma gargalhada e gritou:
- Discípulos de Iop, seu sangue é vermelho! Vocês irão tomar a sua força do fogo, a terra ou o ar, enquanto elas são brancas ... Maio de mil montanhas ser criado! Eles vão ecoar seus hinos guerreiros, e eles vão recebê-los quando vocês precisarem para descansar ...
- Que seja o mesmo para os discípulos cra! Eles seguem a lei do ar, bem como a lei da terra e do fogo branco. Eles vão ter um olho afiado se vivem nas árvores, nas montanhas ou nas árvores dos montes!
- Eu Sadida, estou colocando meus discípulos sob a proteção do fogo negro, que eles possam servir-lhe de volta! Que eles possam servir ao ar negro também! Eles se alimentam de água e terra. Eles vivem em florestas. Sadidas inteligentes, vocês irão fazer criaturas complacentes, fiéis e assassinas. Estou doando a este novo mundo, uma antologia de árvores, plantas, musgos ...
Satisfeito, Sadida rí ... assim Ecaflip disse:
- Ecaflips! Suas magias vem direto da terra da Magia branca igual a sua força! Montanhas e florestas de Maio de origem para dar-lhe um lar, um abrigo e uma área de combate ao poder de suas garras!
Com uma voz rouca, Enutrof disse:
-Eles usam magia negra vão ... meus Enutrofs aventureiros ... Eles têm a maior sorte ... extraídas abismos e profundidades ... e no seu coração vou explodir! Não importa o quão fundo das entranhas da terra que são, não importa o quão longe da vida que são, eles nunca irão enfraquecer ... nunca!
- Ladrões, gatunos, assaltantes, assassinos e trapaceiros! Srams, meus discípulos, eu estou te dando força e agilidade. Vocês serão tão rápido como o ar negro, e os amantes da terra preta. Seus temores eu esconderei vocês, e seu traje rochosos ... Vocês serão invisíveis a todos, menos a mim!
Osamodas bateu palmas:
- 'É hora de dar a este mundo um nome!' ele disse em um tom bem-humorado.
- "Você já pensou em alguma coisa já? Iop perguntou.
- "Claro! Eu encontrei este mundo! Será, portanto, ser chamado de "Osamodia '!'
- 'Você encontrou isso? Isso significa que você não criou? " Eniripsa respondeu, mudo. "
- 'E por que deveria ter o seu nome?' Deus Iop assola.
- "Seria muito de um privilégio a ser concedido para você! Por que não deveria ser chamado de 'Mundo Xelor "neste caso?".
- 'Xelor realmente aprecio este gesto nobre e iria mostrar a sua eterna gratidão a você! " Xelor proclamada.
- "Eu vou pensar sobre isso em cerca de uma centena de bilhões de anos, Deus Xelor!" Iop murmurou.
- "Sexifocsee é um bom nome. Eu particularmente gosto disso. " Sram disse.
- "O que é ...??' a Deusa Feca sufocada.
- 'A sigla de cada um dos dez deuses reunidos aqui! ele respondeu orgulhosamente.
- 'Eu lembro desta assembléia divina que já no reinado de outros mundos, incluindo dois dos que são chamados Esscofixee e Secoxisfe ....' Enutrof respondeu
- 'E o som deste nome fere meus tímpanos, Deus Sram!' Deusa Cra retrucou.
- "Por que não "Mundo dos Dez ?"
-'...'
Unânime, os deuses repetindo todos o 'Mundo dos Dez' juntos. E o mundo nasceu. Ele tinha um nome, era povoada por seres e criaturas, e foi despertando o interesse dos deuses mais poderosos do Universo. Todas as condições estavam reunidas para tornar o destino deste mundo épico, heróico ... pelo menos alguma coisa, em comum.

Guild Black Power Atenciosamente!

1 0
Reações 9
Pontuação : 3396

Ctrl+c / Ctrl+v, é easy, o fods é ler..

0 0
Pontuação : 3447

ta ca porra isso é pior que as pergunta do enem

0 0
Pontuação : -3470

Tá...depois de ler tudo, tudo o que posso dizer é: google tradutor é tenso hein? '-'
Obrigada por pstar a historia do dofus, foi divertido ler^^ Creio que todos deveriam ler esse tópico aos poucos, mas ninguem vai fazer isso. Só que algumas frases estão bem erradas por causa do google tradutor ("maio de planicies..."? Não era "may" no sentido "possam" não?), e isso dificulta a leitura.

0 0
Pontuação : 11817
Renata-Hatsuki|2012-05-12 23:29:05
Tá...depois de ler tudo, tudo o que posso dizer é: google tradutor é tenso hein? '-'
Obrigada por pstar a historia do dofus, foi divertido ler^^ Creio que todos deveriam ler esse tópico aos poucos, mas ninguem vai fazer isso. Só que algumas frases estão bem erradas por causa do google tradutor ("maio de planicies..."? Não era "may" no sentido "possam" não?), e isso dificulta a leitura.
copy pasta do blog da bp
0 0
Pontuação : -3470
malefica-pt|2012-05-12 23:31:59
Renata-Hatsuki|2012-05-12 23:29:05
Tá...depois de ler tudo, tudo o que posso dizer é: google tradutor é tenso hein? '-'
Obrigada por pstar a historia do dofus, foi divertido ler^^ Creio que todos deveriam ler esse tópico aos poucos, mas ninguem vai fazer isso. Só que algumas frases estão bem erradas por causa do google tradutor ("maio de planicies..."? Não era "may" no sentido "possam" não?), e isso dificulta a leitura.
copy pasta do blog da bp
Eu sei^^ Só estou avisando...muita gente não vai entender parte do que está escrito ali em cima. Se o autor do tópico corrigisse todos os erros ele poderia se orgulhar mesmo de ter postado isso =p
0 0
Pontuação : 6765

Eu li tudo meu caro wink... Geração de hoje esta acostumada a ter tudo mastigado ler um livro é coisa de outro mundo mais leio pelo menos 3 livros por mês e não é esforço algum para mim.

A primeira parte é confusa deve ter sido traduzida no google mas a parte dos livros é bem legal fico imaginando já os Deus tipo no desenho wakfu decidindo sobre o novo mundo realmente engraçado, eni com medo das doenças do xelor o Iop se gabando o osamodas meio esquisofrenico com a presença dos outros Deus kk bem legal mesmo.

0 0
Pontuação : 136

Li tudo meu amigo... e sempre leio quando fico entediado no dofus ^^

0 0
Pontuação : 204

Ótimo, obrigado!

0 0
Pontuação : 29

Meu professor mando escolher um jogo pra conta sobre tudo e eu escolhi Dofus

2 0
Comentar neste tópico