FR EN DE ES IT PT
Procurar nos fóruns 
Rastreadores Ankama

Reflexões Existenciais de Phiffy

Por ItsuboPai#5971 - ASSINANTE - 08 Abril 2021 - 13:24:55

Dia 8 de Aperirel do ano 651 da Era Dofúsica, dia do espírito da lentidão, Phiffy estava um pouco mais lenta, viu um livro no Mercado de Bonta que a deixou intrigada, era um livro de Acidrik Rasgapança, questões filosóficas começaram a atormentá-la; ela já sentira como se fosse dominada por uma Força que realizasse Suas Ações através dela; ela também se comunica telepaticamente com alguém que se revelou como um dos maiores mestres de todo o Krosmoz, alguém que tem os deuses (e inclusive Rushu) como discípulos, esse mestre inclusive já apareceu pra ela, contudo somente ela e os escolhidos o veem, se não fossem seus poderes reais e testemunhos evidentes, acharia que era tudo ilusão de sua mente; “argh” pensava ela, as questões suscitadas pelo livro a deixaram quase claustrofóbica, precisava de um ar, caminhava de um lado pro outro junto de seu mestre (que ela agora aflita havia acabado de chamar), no gramado em frente ao Ateliê dos Alquimistas, em Bonta

— Mestre! Esse livro me deixou confusa... É como se tudo isso aqui fosse fantasia! Como se eu fosse um papel! Um mero papel! Sei que existe essa Força que tu já me falou e eu mesma já senti mesmo! Uma Força que faz através de mim, mas sei lá, é diferente... não sou um papel, uma ilusão, uma historinha! Outra coisa é que fala “seu personagem não tem...” ah como é que era mesmo? Deixa eu ver aqui... “seu personagem não tem televisão, celular ou PC”... que cerveja será que ele tomou? Garanto que ninguém no Mundo dos Doze tem ideia do que sejam essas coisas...... mas me veio algo que gostaria de te falar, será que esses troço tem a ver com aquele sonho do Draconiros, que parecia que o Krosmoz foi feito em uma sala cheia de gente atrás dumas máquina estranha?

O mestre afirma com a cabeça.

— E foi?!!

— Não exatamente, embora nesse sonho essas pessoa tenham certeza que sim.

— Aaanh... muito confuso tudo isso!...

— Não precisa entendê tudo agora!

Phiffy ficou parada pensando, enquanto o mestre caminhava de um lado pro outro

— Pensando bem, isso que tu segura também é algo que parece de outro mundo, é de fumar, como um cachimbo ou charuto, mas não se parece um.

O mestre pára por um momento, antes de responder:

— Ah sim! Isso não é um charuto. — deu uma tragada, ficou pensativo, uma nuvem de fumaça subia semi uniforme enquanto ele parecia se lembrar de algo — Meu mestre também veste roupa estranha, e muitas vezes parece de outro mundo...

— Sim! Eu mesma já vi! Sempre achei muito estranho aqueles pano! Ele sempre aparece quando tu tá ocupado!... — pára por um momento e se dá conta aturdida — Ah meu Deus Onidal!! Me perdoe mestre! O papo tá massa, mas já devia ta no mercado, além do mais, to atrasando o treinamento!!...

— Tá tudo certo! Momentos como esse são essenciais.

Phiffy ficou aliviada “até pra ser rápida, há momentos em que é preciso ser lenta” pensou sentindo-se pensadora, relaxou e permitiu que Enaibi lhe mostrasse mais surpresas, afinal era o dia da Merida da Lentidão.

0 0
Comentar neste tópico