FR EN DE ES IT PT

Há cerca de um ano, nós realizamos uma pesquisa de opinião para saber o que vocês desejavam em DOFUS. Após uma volta completa em torno do sol, gostaríamos de fazer um balanço!

Para começar, acrescentamos às novidades deste ano novos conteúdos que tínhamos muita vontade de ter e com os quais queríamos surpreender vocês: os Brutanões, a integração do orbe ilimitado no jogo, combinando com os arranjos de equipamento. Além disso, neste final de ano, às vésperas dos 15 anos de DOFUS, nossa vontade era presentear os jogadores: uma missão para obter o Dofus Ébano, uma outra para quem reunir os 6 Dofus Primordiais e, por fim, os Sonhos Infinitos. Quando lemos os comentários sobre este assunto, temos a sensação de que alcançamos este desafio.

Mas não queremos cantar vitória antes da hora: vamos falar agora do conteúdo do ano de 2018. Relembrando: nós havíamos pedido para vocês selecionarem, dentre 17 sugestões vindas da comunidade, as 5 que lhes pareciam essenciais. Veja abaixo os 10 pedidos mais frequentes e, ao lado, a atualização que atendeu a cada uma dessas diferentes solicitações.

Top 10

  • 1 - Reintrodução de espólios (drop) com probabilidade rara: 2.48
  • 2 - Modernizar algumas antigas zonas do jogo (Pandala, Astrub, Bonta/Brakmar…): 2.46*
  • 3 - Integrar o Dofus Ébano: 2.49
  • 4 - Dofus Vulbis: responda à nossa pesquisa de opinião!
  • 5 - Estruturar o Koliseu (ligas, temporadas…): 2.48
  • 6 - Novos conteúdos de eventos (tipo a ilha de Nataw): 2.48, 2.49
  • 7 - Melhorar as profissões: 2.46
  • 8 - Reinstaurar um sistema de busca de grupo: em breve ;)
  • 9 - Aprimoramento dos mercados: 2.46
  • 10 - Equilibrar as mascotes e montarias: 2.47, 2.48

*Astrub por enquanto; outras melhorias estão previstas para 2019.

Por que essa hesitação com relação ao Vulbis?

É um tema muito controverso no seio da comunidade, com prós e contras para cada uma das soluções: deixá-lo como drop raro ou integrá-lo a uma missão. Tomar uma decisão é algo bastante complicado, e nós gostaríamos que os jogadores mais silenciosos também pudessem se expressar sem se expor.

É por isso que estamos lançando esta pesquisa de opinião: queremos fazer uma escolha de uma vez por todas e resolver esta questão.

Até mais!